28 abr - 17:57

Popyrin, Davidovich Fokina e Caruso completam grupo de qualifiers

O segundo e último dia do qualifying foi bastante animado e contou não só com a vitória de João Domingues como com três encontros decididos no set decisivo.

Não foi um dia fácil para as esquerdas a uma mão: a primeira a entrar em ação foi a de Simone Bolelli e o experiente italiano cedeu perante o promissor Alexei Popyrin, apesar de ter iniciado a contenda no total controlo dos acontecimentos. O australiano inverteu o rumo do placar e bateu Bolelli por 2-6, 6-3 e 6-4, marcando encontro com o campeão em título João Sousa na primeira ronda do quadro principal.

Em simultâneo com o encontro no Estádio Millennium, outro executante da esquerda a uma mão jogava o acesso à grelha final: tal como Bolelli, Daniel Evans, segundo cabeça de série, esteve na frente do marcador e acabou por ceder. O carrasco do britânico foi o talentoso espanhol Alejandro Davidovich Fokina, campeão júnior de Wimbledon em 2017, que deu a volta a um início difícil e conquistou o encontro pelos parciais de 3-6, 6-1 e 6-4 — ao fim de cerca de duas horas e com alguma polémica à mistura. Davidovich Fokina tem agora de medir forças com Taylor Fritz, também ele um jovem cheio de talento, ainda que numa fase mais avançada da carreira.

Na derradeira partida do dia verificou-se a maior surpresa: o italiano Salvatore Caruso deitou por terra as intenções de Pablo Cuevas, outro tenista com esquerda a uma mão, primeiro pré-designado e detentor de seis títulos ATP, e qualificou-se para o quadro principal através de duros 6-4, 5-7 e 6-4. Defronta Filip Krajinovic na primeira ronda do quadro principal.

patrocinadores
;