03 mai - 11:10

Parque dos Príncipes

Oito guerreiros, quatro duelos, dois atos. A jornada desta sexta-feira divide-se entre dia e noite e está reservada aos quartos de final; a jogo vão tenistas de quatro continentes, com diferentes currículos e níveis de favoritismo.

David e Golias. A jornada abre com o duelo do dia, que coloca frente a frente Stefanos Tsitsipas e João Domingues. O grego de 1,93m é o número 10 do mundo, o primeiro cabeça de série, o super favorito; o português de 1,78m é o herói da casa, a surpresa do torneio, o outsider vindo do qualifying à procura de (mais) história.

Wild Jazz. David Goffin, beneficiário de um wild card de última hora, estreou-se com um triunfo que colocou um ponto final na série vitoriosa do campeão João Sousa e mede forças com Malek ‘Jazz’ Jaziri. O tunisino é o melhor tenista árabe da atualidade e mais um exemplo de que a idade é apenas um número: foi já esta época, aos 35 anos, que atingiu o melhor ranking da carreira (o 42.º posto).

Estreante e Centenário. Às 18 horas terá início o segundo e último ato da jornada. O espanhol Alejandro Davidovich Fokina também vem da fase de qualificação e não só está nos primeiros quartos de final da carreira como somou, nos últimos dias, as primeiras duas vitórias em quadros principais do circuito ATP. Do outro lado da rede estará o centenário Gael Monfils, que quando entrar em campo estará a disputar uns quartos de final ao mais alto nível pela 101.ª vez.

Tudo por tudo. O fechar das cortinas ficará a cargo de Frances Tiafoe e Pablo Cuevas. O norte-americano, vice-campeão na edição transata, sorriu por último na maratona que encerrou a jornada de ontem; apesar do cansaço que transpareceu quer dar o tudo por tudo frente ao uruguaio Pablo Cuevas, que soube aproveitar a sorte e passar de repescado da fase de qualificação a lucky winner.

patrocinadores
;