05 mai - 12:25

O quinto coroado

Cinco edições, cinco campeões. Depois de Richard Gasquet em 2015, Nicolás Almagro em 2016, Pablo Carreño Busta em 2017 e João Sousa em 2018, o Millennium Estoril Open vai voltar a coroar um campeão diferente em 2019.

Stefanos Tsitsipas e Pablo Cuevas são os protagonistas da grande final deste domingo — num duelo de gerações que é também uma ode ao ténis classicista discutida por dois executantes da esquerda a uma mão.

O encontro deste domingo será o segundo da história entre o grego e o uruguaio, que não poderiam ter escrito histórias mais diferentes: Tsitsipas, de 20 anos, confirmou o estatuto de primeiro cabeça de série para chegar à sexta final da sua carreira no circuito ATP — todas nos últimos 12 meses e uns quantos dias; já Cuevas, de 33, está a aproveitar da melhor forma possível a repescagem que aconteceu no início da semana (tinha perdido na última ronda do qualifying para Salvatore Caruso para depois, já como lucky loser, dar início à campanha no quadro principal com uma vitória precisamente sobre o mesmo adversário) e vai disputar, no pó de tijolo do Clube de Ténis do Estoril, a 10.ª final da carreira a este nível. No anterior confronto entre ambos, o tenista helénico impôs-se ao sul-americano no torneio de Antuérpia de 2017, em hardcourts e recinto coberto.

Como dois artistas das superfícies ocres e apaixonados pela terra batida, Stefanos Tsitsipas e Pablo Cuevas têm reunidas todas as condições técnico-táticas para fazer da cimeira de hoje mais uma final do Millennium Estoril Open para recordar. Resta saber qual deles será entronizado no Estádio Millennium — e erguerá o tão desejado troféu Vista Alegre, que este ano foi redesenhado e se alinha na perfeição com o classicismo que carateriza o estilo de jogo dos dois contendores.

Antes, na final de pares, haverá um duelo franco-britânico: Jérémy Chardy e Fabrice Martin, que arrecadaram o título da variante em Marselha, medem forças com Jonny O'Mara e Luke Bambridge, que já contam com dois títulos do ATP Tour em conjunto (Eastbourne e Estocolmo, em 2018) e que este ano sucumbiram nas finais de Pune e São Paulo.

patrocinadores
;