19 mar - 12:01

MELHOR QUADRO DE SEMPRE

CONSTELAÇÃO JOVEM EM DESTAQUE

Na sequência do fecho das inscrições, a organização do Millennium Estoril Open vem por este meio divulgar a lista de jogadores com entrada direta no quadro principal de singulares do maior evento tenístico português – cuja quinta edição se realiza entre 27 de Abril e 5 de Maio, no Clube de Ténis do Estoril. A apresentação oficial está agendada para o próximo dia 27 de março, às 11h30, no pólo SBE da Universidade Nova, em Carcavelos.

Depois de já terem sido anunciados previamente seis protagonistas, incluindo o detentor do título e melhor tenista português de sempre, João Sousa, uma análise global ao lote de 19 tenistas com classificação para aceder diretamente à melhor grelha individual do Millennium Estoril Open coloca em evidência a qualidade e a juventude do elenco – com o mais baixo cut-off (o último tenista com entrada direta é 64º) e a mais baixa média de idades (26 anos, face a uma média no top 50 perto dos 30).

A reforçar essas duas diretrizes estão também os melhores registos em três hierarquias distintas. No ranking do ATP Tour: dois elementos do top 10 pela primeira vez (Kevin Anderson e Stefanos Tsitsipas).
Na classificação ATP Race to London: dois jogadores do TOP 8 (Stefanos Tsitsipas, 3º, e Gael Monfils 6º). E na classificação NextGen - ATP Race to Milan: os três primeiros da tabela de jogadores até 21 anos (Stefanos Tsitsipas, Alex de Minaur e Frances Tiafoe).

CONFRONTO DE GERAÇÕES

Na vertente da juventude, destaca-se mesmo a inédita armada americana liderada pelo vice-campeão de 2018, Frances Tiafoe, e que integra também Reilly Opelka (o gigante de 2m11 que ganhou recentemente o Open de Nova Iorque), Taylor Fritz e Mackenzie McDonald, todos eles representando o futuro da modalidade nos Estados Unidos e com idades entre 21 e 23 anos. Nunca antes houve quatro representantes norte-americanos com entrada direta no quadro principal de um evento do ATP Tour em Portugal; a sua juventude contribui para uma média de idades que só não é mais baixa porque, a par de seis jogadores até 21 anos (oito até 23 anos), haverá oito trintões a justificar a elevada média que tem caraterizado o top 100 ao longo da última década.

O quarteto americano forma o mais numeroso contingente nacional num elenco que também estabelece um novo recorde de internacionalização nas cinco edições do torneio: no lote de entradas diretas contam-se 14 países de cinco continentes. Surpreendentemente para um torneio de terra batida (para mais realizado em Portugal), há apenas um espanhol na lista: Jaume Munar, outro jovem de 21 anos que é o protegido de Rafael Nadal na sua academia e que no final do ano passado jogou o NextGen ATP Finals com Stefanos Tsitsipas, Alex de Minaur, Frances Tiafoe e Taylor Fritz. De notar os regressos do argentino Leonardo Mayer (parceiro habitual de João Sousa na variante de pares, tendo chegado às meias-finais do Millennium Estoril Open do ano passado e do Open da Austrália deste ano) e do britânico Cameron Norrie (que na edição transacta ganhou o titulo de pares e que disse ser o Millennium Estoril Open o seu torneio preferido do circuito).

O quadro principal de 28 elementos fica completo com quatro tenistas vindos da fase de qualificação, três wild cards e eventualmente dois special exempts. Na calha para entrar diretamente caso não sejam usados os special exempts e/ou haja desistências está o controverso australiano Bernard Tomic.


O COMENTÁRIO DO DIRECTOR DO TORNEIO

Temos os 3 melhores jogadores jovens do mundo a atuar no Millennium Estoril Open, o que significa que a nossa estratégia de atrair os grandes campeões do futuro tem dado resultado”, sublinha João Zilhão. O diretor do torneio acrescenta ainda: “Antes de qualquer dado estatístico, convém realçar a qualidade intrínseca do elenco, com dois jogadores do top 10 mundial pela primeira vez (uma raridade num evento ATP 250), cinco campeões de torneios em 2019 e a estreia de dois dos maiores entertainers do circuito no Clube de Ténis do Estoril: Gael Monfils e Fabio Fognini, actualmente ambos no top 20. Teremos também a situação inédita de vermos pela primeira vez um português defender o seu título num torneio do ATP Tour em Portugal e contamos com o público nacional para o apoiar nessa missão. Por fim, um pormenor muito relevante: o forte contingente formado pela nova geração do ténis americano, que também mostra que o Millennium Estoril Open – e a bela zona do Estoril/Cascais – tem uma relevância cada vez maior nos Estados Unidos”.

 

LISTA COMPLETA DE INSCRITOS

Com acesso direto / Ranking / Idade

Kevin Anderson (AFS) / 7.º / 32
Stefanos Tsitsipas (GRE) / 10.º / 20
Fabio Fognini (ITA) / 17.º / 31
Gael Monfils (FRA) / 18.º / 32
Alex de Minaur (AUS) / 26.º / 20
Frances Tiafoe (EUA) / 34.º / 21
John Millman (AUS) / 39.º / 29
Jérémy Chardy (FRA) / 40.º / 32
João Sousa (POR) / 41.º / 29
Mikhail Kukushkin (CAZ) / 43.º / 31
Dusan Lajovic (SER) / 44.º / 28
Cameron Norrie (GBR) / 51.º / 23
Taylor Fritz (EUA) / 56.º / 21
Reilly Opelka (EUA) / 58.º / 21
Malek Jaziri (TUN) / 59.º / 35
Mackenzie McDonald (EUA) / 60.º / 23
Jaume Munar (ESP) / 61.º / 21
Leonardo Mayer (ARG) / 62.º / 31
Yoshihito Nishioka (JAP) / 64.º / 32

Alternates

Hugo Dellien (BOL) / 74.º / 25
Ernests Gulbis (LET) / 78.º / 30
Nicolas Jarry (CHI) / 79.º / 23
Guido Andreozzi (ARG) / 80.º / 27
Bernard Tomic (AUS) / 81.º / 26
Federico Delbonis (ARG) / 83.º / 28
Prajnesh Gunneswaran (IND) / 84.º / 29
Pablo Cuevas (URU) / 85.º / 33

 

NOTA: aos 19 tenistas com entrada directa, juntar-se-ão dois Special Exempt (ou dois alternates, caso não haja jogadores nessa situação), quatro qualifiers e três wild-cards.


O Millennium Estoril Open decorrerá de 27 de Abril a 5 de Maio e os bilhetes estão à venda nos locais habituais. O dia 1 (sessão diurna), o sábado 4 e o domingo 5 já têm lotação praticamente esgotada!

 

 

patrocinadores
;