06 mai - 22:14

Campeão João Sousa destaca emoções únicas, vitória de todos e dia histórico

À 4.ª edição do Millennium Estoril Open escreveu-se história como nunca.

Pela primeira vez nos registos do circuito profissional masculino, um tenista português venceu um torneio do ATP World Tour em casa. Aconteceu pelas mãos de João Sousa, o mesmo que em 2013 já se tinha tornado no primeiro tenista do país a vencer uma prova de tamanha importância.

E para uma grande conquista, grandes declarações. Primeiro em court, depois na conferência e a partir deste domingo para o mundo nos mais variados formatos e suportes. Todos os microfones e câmaras estão apontados para João Sousa, o número 1 nacional que, no Clube de Ténis do Estoril, justificou mais do que nunca a alcunha de ‘Conquistador’ e começou por destacar uma conquista que “é de todos”.

“É um sentimento único. Sempre desejei vencer aqui e foi uma semana perfeita, de sonho. Sinceramente ainda não caí em mim mas é sem dúvida uma bonita página na história do ténis nacional e obviamente na minha carreira”, revelou, ainda emocionado, o vimaranense de 29 anos numa conferência de imprensa que começou com uma grande ovação.

Depois, João Sousa partilhou a vitória com todos os que têm importância na sua carreira: “Devo muito este título à minha família e à minha equipa técnica, porque estiveram sempre, sempre a apoiar-me nos momentos bons e nos menos bons, que são aqueles em que não estamos tão bem, e a todas as pessoas que sempre me apoiaram e que vão desde a minha família a todos os fãs. Este título é deles também.”

“A Portuguesa”, troféu, festa, gritos, lágrimas, enfim, um conjunto de momentos e emoções que não se traduzem de forma justa em palavras mas que não só ficaram registadas em todas as redes sociais do Millennium Estoril Open (do Facebook, ao Instagram e ao Twitter) como para sempre na memória do ‘Conquistador’: “É uma semana que vai sem dúvida ficar guardada na minha memória para sempre. É muito, muito especial. Por ser em Portugal, pelo ambiente fantástico, em que entrei em campo e ouvi cantar o hino, o que me fez ficar logo com pele de galinha, e por ter contado com o carinho e o apoio de todos.”

Quanto ao troféu, esse, ainda não tem um destino definido mas João Sousa garantiu que "vai ficar num sítio muito especial para mim".

patrocinadores
;